sexta-feira, 29 de maio de 2009

Mai. 28 - Chove chuuuuuuva, chove sem parar!

Ontem, segundo alguma fontes, foi celebrado o Dia Internacional do Jogo de Tabuleiro e como caía numa quinta-feira nada melhor do que comemorar jogando.

Quando cheguei no Calabouço tinham 2 novos jogadores, o Fábio e o já apelidado Americano II (o Cadu vai adorar o carinha, hehhehehehe) que junto com o Bouzada e o Arthur estavam no final da explicação do Bombay, preferi esperar mais gente.


O Bouzada apresentando aos novatos o Bombay.

Logo depois chegaram Fel, Americano (original) e Zé juntamente com o Renato que já estava por lá abrimos a primeira mesa da noite de Powerboats. A cada partida acho esse um dos jogos de corrida mais legais que tem, o sistema de velocidade dele é bacana e a forma como a corrida se desenvolve é muito interessante e diferente.

Nessa primeira corrida eu e o Zé abrimos uma certa dianteira, eu fazendo uma corrida conservadora (o meu primeiro d3 não saiu do lugar) e o Zé enfiando o pé, no segundo pelotão Americano tava "veloz e furioso" o que resultou em manobras arriscadas e numa explosão majestosa. Lá na frente a disputa tava boa, mas o Zé deu uma de Dick Vigarista e acabou enfiando a cara nas pedras, o que resultou numa vitória tranquila minha com o Renato em segundo e o Fel em último.


Uma das três corridas do Powerboats da noite.

Depois reorganizamos as mesas, uma galera ficou no Stone Age outra no Kingsburg e eu, Bouzada, Fel e Zé abrimos um Le Havre.

O jogo tem 20 rodadas e em cada rodada temos uma série de 7 passos a serem realizados, a cada passo o jogador da vez tem uma série de ações possíveis (pegar recursos, comprar prédios, construir prédios e usar prédios disponíveis), no final desses 7 passos abrimos um dos navios que ficam disponíveis para compra e inicia-se uma rodada.

Só que a cada final de rodada temos que alimentar os nossos trabalhadores e fica cada vez mais difícil suprir essa demanda de comida. No final quem tiver mais grana ganha, essa grana é conseguida vendendo produtos, com o valor dos prédios e navios comprados e mais alguns bonus extras.


O porto de Le Havre e seus produtos.

Enfim, o jogo é FODA, super apertado cheio de decisões apertadas e muito bem amarrado. Como éramos todos novatos (tirando o Bouzada), ninguém sabia muito bem o que tava fazendo, mas conseguimos até boas pontuações, eu poderia ter ficado numa posição melhor, mas precisei pegar vários empréstimos para pagar a comida do meu povo e não pude na rodada final alavancar os pontos, o Zé também poderia ter feito mais pontos, ele tava com um bom combo mas não investiu nele, o Fel também ficou prejudicado pelos empréstimos, mas mesmo assim fez uma pontuação muito boa e ficou em segundo lugar uns 50 pontos atrás do Bouzada que detonou todo mundo, eu fiquei em terceiro 3 pontos na frente do Zé.

Depois disso a chuva ainda castigava a cidade, a rua estava com água pela metade da roda dos carros, resultado, ninguém ia embora e geral ficou jogando mais um pouco. Abriu-se uma mesa de Amun-Re (já com um outro novato, o Saulo, irmão do Fábio) e a galera que quis um jogo mais rápidinho (eu, Fel, Arthur e Zé) jogou nova partida de Powerboats.


Já que tá chovendo, vamos comer né?

Essa não teve ninguém destruído, mas teve o barco randômico do Arthur que ia pelos caminhos mais bizarros para chegar na linha de chegada. Novamente no pelotão da frente eu e Zé estávamos indo bem, mas por conta de um erro de estratégia de equipe, peguei o caminho mais longo e cheguei atrás do Zé, o Fel ficou em terceiro e decidimos que o Arthur chegaria em algum momento em último.

7 comentários:

Cadu disse...

Boa Cacá!

Gostei da descrição do Le Havre. O Victor já tinha me falado do jogo, acho que vou gostar bastante.

E esse Bombay, é bom?

Americano II? Provavelmente vai ser figurinha fácil nos reports... :)

Agora o que mais fiquei curioso mesmo foi em saber como o Arthur pilotou o barco dele nesta última partida de PowerBoats... deve ter sido hilário...

[]s,

Cadu.

Cacá disse...

Fala Cadu,

Eu não cheguei a jogar o Bombay, segundo o Bouzada é "palha", mas como pra ele todo jogo é "palha" darei uma chance antes de julgar...

O muleque (Americano II) é gente boa, mas é maluquinho, hHAHAHahaha...

O Arthur entrou numa de dar várias voltas pelas boias, ir passear nas margens, enfim enquanto geral corria ele passeva de barco... hAHhahAHAH

Abraços...

RaDyZyK disse...

Eu sei que me diverti de barco!!!
Power boats foi bem temático com a chuva, e vcs perderam o Amun-Re...

Fabio disse...

E os Novatos não fizeram feio não...

Fiquei em Primeiro no Bombay.

Segundo no Kingsburg, com o André chegando em último sem fazer a curvinha.

Primeiro no Powerboats.

E terminei o Amun-Re com a mesma pontuação do Bouzada, mas no desempate das pirâmides, peguei o segundo lugar.

Por último ainda rolou uma carona salvadora do Bouzada.

Só tenho que agradecer pela noite bacana que me foi proporcionada, pessoal sempre com a maior boa vontade de ensinar as regras. Nota 10 pra todos vocês.

Cacá disse...

Bouzada ganhou no desempate??!?! Ele já não é mais o mesmo... hAHhaHAHah

Fábio, legal que você gostou, agora é aparecer mais vezes e aproveitar pra começar a pegar os jogos mais pesados...

Arthur, realmente com aquela chuva toda o Powerboats ficou bem mais temático... hAHhaHAHah...

Abraços...

Fel disse...

Foi muito bom o Calabouço mesmo...

pena que não deu tempo pro Small World!

Amanhã jogamos...

Em minha defesa, fiquei em 3o no powerboats com minha corrida defensiva, os velozes e furiosos que estouraram :p

Eu queria jogar uma vez as 3 corridas.. acho que a galera seria mais conservadora. E a pontuação da 2a e 3a corridas são dobradas/triplicadas... vai ser legal!

E realmente, o Le Havre é foda, ficar 40 pontos atrás do Bouzada foi uma vitória. Mas ainda acho que temos muita coisa pra descobrir!

Abrax,

Abrax,

Fel

radiocamboja disse...

Ae pessoal! Grande estrutura. Pena que não sou do Rio!
Perguntar não ofende: não tem nenhum jogo ameritrash que vocês queiram se desfazer? Sabem como o acesso é dificil, e comprar jogos usados é sempre uma boa!
Qualquer coisa, me dêem um toque no marcelocollar@gmail.com

Há Braço!

_marcelo